Notícias


IMG-20220330-WA0015
30/03/2022

Servidores de Juiz de Fora aprovam proposta da Prefeitura, de 10,06% de reposição salarial, mas luta por melhorias continua

Reunidos em Assembleia convocada pelo SINSERPU-JF, na noite desta quarta-feira (30 de março), os servidores públicos municipais de Juiz de Fora aprovaram a proposta básica da Prefeitura, campanha salarial 2022. A reposição salarial será de 10,06%, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do período, retroativo à data-base. O índice já será aplicado no contracheque de abril, porém a retroatividade será em três parcelas, em maio, junho e julho (relativos, respectivamente, a janeiro, fevereiro e março). O reajuste no ticket-alimentação será de 16,66%, mas a partir de agosto (competência julho), elevando o benefício dos atuais R$ 300,00 para R$ 350,00 – com o índice de reposição salarial de 10,06% o limite da concessão do ticket-alimentação passa de imediato a R$ 2.073,84.

“A negociação continua. A nossa pauta é extensa. Cada um dos setores da Prefeitura tem suas reivindicações e elas serão colocadas na mesa pelo Sindicato”, avisou o vice-presidente do SINSERPU-JF, Cosme Nogueira. “Foi cumprida uma etapa, depois de três meses de negociações, e agora vamos intensificar a negociação dos outros pontos da pauta, sempre em prol do servidor”, completou o presidente do Sindicato, Francisco “Chiquinho” Carlos da Silva, que comemorou a realização da Assembleia presencial – depois de muito tempo, por conta da Covid-19: “Transparente, democrática e gratificante. Só tenho a agradecer a quem participou”. O presidente do SINSERPU-JF informou, por fim, que já na manhã desta quinta-feira (31 de março) o resultado da Assembleia será comunicado à Prefeitura, visando agilizar o processo também na Câmara de Vereadores.

Outros itens da Pauta de Reivindicações também foram apreciados pelos participantes da Assembleia, realizada na escadaria da Câmara Municipal, e discutidos em uma reunião na manhã desta quarta-feira (30 de março) entre os diretores do SINSERPU-JF e o secretário municipal de Recursos Humanos, Rogério Freitas.

A Administração Municipal se comprometeu a apresentar ao Sindicato, no prazo de 30 dias, um cronograma para pagamento da progressão funcionais (de letras) para os servidores da Saúde e da Segurança Pública (beneficiados pela Lei Complementar 191), e outro cronograma para a regularização da mesma progressão para os demais servidores (prejudicados pela Lei Complementar 173, que “congelou” os direitos entre maio de 2020 e dezembro de 2021).

Promessa idêntica da Prefeitura, também no prazo de 30 dias, diz respeito a apresentação ao SINSERPU-JF do edital de transferência (Urgência e Emergência), com o objetivo de acabar com o “apadrinhamento” no processo de relocação de pessoal. “O molde atual é a indicação política e queremos que seja por mérito e sem a necessidade de provas”, explicou a diretora de Saúde do SINSERPU-JF, Deise Medeiros.

 

 

 

 


Outras notícias

19/05/2022
AMETA agradece apoio do SINSERPU-JF à Semana da Enfermagem

A presidente da AMETA (Associação dos Servidores Públicos da Saúde de Juiz de Fora), Cristina Maria [...]

17/05/2022
SINSERPU-JF volta a defender funcionários da Prefeitura oriundos da AMAC

Durante Audiência Pública realizada na Câmara Municipal, na tarde desta terça-feira (17 de maio), o SINSERPU-JF [...]

17/05/2022
Prefeitura reafirma que divulgará cronograma da progressão de letras em 3 de junho

Durante reunião na manhã desta terça-feira (17 de maio), o secretário de Recursos Humanos da Prefeitura, [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!