Notícias


Ato 2 23.6.21 Rozivaldo
23/06/2021

SINSERPU-JF no Dia Nacional de Luta contra a PEC 32/20 – Segundo ato

Dando prosseguimento aos movimentos do Dia Nacional de Luta contra a PEC 32/20, diretores do SINSERPU-JF protagonizaram, na tarde desta quarta-feira (23 de junho), um segundo ato contra a proposta de Emenda Constitucional que implanta uma Reforma Administrativa, desta vez na Praça da Estação (centro de Juiz de Fora) – o primeiro ato foi pela manhã, no Parque Halfeld (também região central da cidade). Além de protestar contra os malefícios da PEC 32/20, os sindicalistas prestaram apoio ao Projeto de Lei 2564, que cria o piso salarial e a jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem e encontra-se, nesse momento, em tramitação no Congresso Nacional.

Nos discursos e na carta distribuída à população, o SINSERPU-JF lembra a importância dos servidores públicos – evidenciada durante a pandemia – e que a PEC 32/20, se aprovada, representará “a extinção dos serviços públicos gratuitos no país”, afetando a vida de toda a sociedade. Além disso, os sindicalistas alertam que o Governo Federal vem usando a mesma mentira usada para aprovar as reformas trabalhista e da previdência, para esconder a real intenção: “Fazer a transferência dos serviços públicos para o setor privado, para com isto favorecer as corporações, prejudicar o povo e, o pior, abrir as portas para a corrupção”.

O piso salarial da enfermagem, por sua vez, é visto pelo SINSERPU-JF como uma justa valorização a quem não mede esforços para salvar vidas. E não há dúvidas que o Projeto de Lei 2564 está “emperrado” no Congresso por conta das pressões dos empresários da Saúde e do Governo Bolsonaro, que não querem valorizar os trabalhadores do setor.

Além dos dois atos públicos desta quarta-feira (apoiados pela  FESERP-MG, CSB e CSPB – entidades das quais o SINSERPU-JF é filiado), diretores do Sindicato estiveram, durante todo o dia, em vários departamentos da Prefeitura, no intuito de conclamar os servidores a protestar contra a PEC 32/20.

E motivos não faltam para a necessidade dessa luta. Se aprovada, a PEC 32/20 representará o fim dos concursos públicos, das férias-prêmio e da paridade e a extinção das progressões por tempo de serviço. Além disso, a matéria cria um sistema de avaliação de desempenho para servidores concursados, a ser feita pelos ocupantes de cargos de confiança, e possibilidade de ampla contratação por contratos temporários.

Para combater todos esses danos, o presidente do SINSERPU-JF, Francisco “Chiquinho” Carlos da Silva defende um pressão popular sobre os políticos que vão votar a PEC 32/20, enviando mensagens a eles pedindo que votem contrário à Reforma Administrativa. Para isso, o Sindicato disponibilizou, no site e no facebook da entidade, a relação de todos os deputados e senadores de Minas Gerais, com endereço eletrônico e telefone do gabinete.

2 ato 23.6.21 Cosme 2 ato 23.6.21 Francesca

ato 2 23.6.21 chiquinho 2 ato 23.6.21 Amarildo

 


Outras notícias

31/07/2021
Criado o Grupo de Trabalho que vai analisar a substituição do DEMLURB pela CELURB

Em cerimônia na tarde desta sexta-feira (30 de julho), a prefeita Margarida Salomão (PT) assinou a [...]

30/07/2021
SINSERPU-JF consegue apoio de vereadora contra a transformação do DEMLURB em CELURB

O SINSERPU-JF conseguiu o apoio da vereadora de Juiz de Fora Cida Oliveira (PT) contra a [...]

30/07/2021
SINSERPU-JF consegue alteração na Lei e estende pagamento de benefícios para servidores do DEMLURB

Depois de muita luta, o SINSERPU-JF conseguiu uma alteração na Lei Complementar número 15, de junho [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!