Notícias


obras 2.3.21 1
02/03/2021

Com apoio do SINSERPU-JF, servidores da Secretaria de Obras se mobilizam para não perder direitos adquiridos

Diante da ameaça velada de perder direitos adquiridos e históricos, os servidores da secretaria Municipal de Obras fizeram um movimento na manhã desta terça-feira (2 de março), com o apoio do SINSERPU-JF, que esteve no local. O temor é a retirada do transporte disponibilizado aos trabalhadores (casa/trabalho/casa) e do fim da folga concedida no dia do pagamento. “Nenhum desses dois direitos é privilégio. Eles trabalham em condições insalubres, se sujam ao exercer suas atividades e há um constrangimento natural em voltar para casa em transporte coletivo. E isso só acontece porque a Prefeitura não disponibiliza armários (para roupas) e banheiros com chuveiros o suficiente”, argumenta o diretor administrativo do Sindicato, Amarildo Romanazzi. “Ou a Prefeitura instala condições dignas para a higiene dos trabalhadores, o que seria o ideal, ou continua permitindo o transporte desses servidores da forma que é feita”, completou.

O outro direito adquirido, a folga no dia do pagamento, também se faz necessário. “São pessoas humildes, sem grandes habilidades nos caixas eletrônicos dos bancos e, na maioria dos casos, precisam da presença de alguém da família, geralmente a esposa, na atividade”, explicou Amarildo Romanazzi.

Nos dois casos, causa estranheza o fato de que, conforme lembrou Amarildo Romanazzi, são direitos de longa data que nunca foram questionados. “As administrações da tidas como ‘liberais’ da cidade não tentaram retirar os direitos, é surpreendente que um governo do Partido dos Trabalhadores (PT) queira fazê-lo”, questionou o diretor do SINSERPU-JF

Também estiveram no pátio da Secretaria a diretora de Legislação e Assuntos Jurídicos do Sindicato, Fernanda Carvalho, e os diretores de Base do SINSERPU-JF David Rosa da Silva e Luciano Rodrigues dos Reis. Eles se reuniram com o secretário municipal de Obras, José Walter de Andrade Ávila Júnior,  que não confirmou a intenção da Prefeitura de retirar os direitos.  “Se essa suspeita se confirmar a categoria está mobilizada e não irá aceitar nenhuma retirada de conquistas passadas”, pontuou Amarildo Romanazzi.

Obras 2.3.21 2


Outras notícias

31/07/2021
Criado o Grupo de Trabalho que vai analisar a substituição do DEMLURB pela CELURB

Em cerimônia na tarde desta sexta-feira (30 de julho), a prefeita Margarida Salomão (PT) assinou a [...]

30/07/2021
SINSERPU-JF consegue apoio de vereadora contra a transformação do DEMLURB em CELURB

O SINSERPU-JF conseguiu o apoio da vereadora de Juiz de Fora Cida Oliveira (PT) contra a [...]

30/07/2021
SINSERPU-JF consegue alteração na Lei e estende pagamento de benefícios para servidores do DEMLURB

Depois de muita luta, o SINSERPU-JF conseguiu uma alteração na Lei Complementar número 15, de junho [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!