Notícias


16/08/2018

Assembleia rejeita Acordo Coletivo que retira direitos do trabalhador da Amac

  Por unanimidade, trabalhadores da AMAC rejeitaram a proposta de acordo coletivo da entidade, em assembleia realizada na última terça, dia 14. Por meio de ofício, a superintendência da associação apresentou propostas de parcelamento de verbas rescisórias e redução de gratificações, triênios, vale-alimentação e vale-transporte da categoria.

  A assembleia contou com a participação da advogada do sindicato, Elisângela Márcia do Nascimento, que sanou as dúvidas dos participantes do encontro. Ao final, como o acordo não foi aceito, a categoria autorizou o sindicato a tomar as medidas judiciais cabíveis. A advogada explicou que com a reforma trabalhista implementada por Temer e seus aliados a situação do trabalhador ficou ainda mais prejudicada.

  Alegando redução no repasse de recursos provocados pelo chamamento público, a AMAC apresentou o projeto que põe na conta do trabalhador os prejuízos alcançados. A situação se apresenta imoral, uma vez que um grupo  que tem gratificação incorporada e que não integra o chamamento público continuará com seus benefícios, enquanto a grande maioria que faz a AMAC funcionar, sofrerá  os danos da crise. 

   O acordo rejeitado tem como proposta parcelar as verbas rescisória em  cinco vezes para quem  ganha até R$ 5 mil. Os funcionários que recebem acima desse valor deveriam ter a verba parcelada em 10 vezes, com pagamento no décimo quinto dia do mês.

Outra cláusula define que a partir de 1º de agosto deste ano, as gratificações incorporadas e recebidas por exercício de função seriam reduzidas em 20%.

 Os triênios também seriam reduizdos em 10% e a recarga do vale alimentação para quem recebe salário base até R$ 1.550,41 teriam seu benefício reduzido de R$ 171,50 para R$ 100.  Define também que somente teriam isenção no pagamento do vale-transporte  quem recebe um salário de R$1.100.

002

006

022

024

032


Outras notícias

16/04/2021
SINSERPU-JF ganha ação na Justiça, e Prefeitura terá que proteger trabalhadores do vírus

O SINSERPU-JF ganhou uma ação na Justiça, na qual pedia EPIs (equipamentos de proteção individual) para [...]

15/04/2021
SINSERPU-JF na Campanha “JF Solidária”

A vice-presidente do SINSERPU-JF Francesca Milagre Antônio (foto) já fez a sua parte, doando alimentos na [...]

15/04/2021
SINSERPU-JF defende trabalhadores do Canil Municipal de pressão indevida de vereadora

O diretor de Comunicação do SINSERPU-JF, Joaquim Tavares, esteve, na manhã desta quarta-feira (14 de abril), [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!