Notícias


20/10/2017

Administração Bruno Siqueira nega reajuste e avanços

ADMINISTRAÇÃO BRUNO SIQUEIRA NEGA REAJUSTE E AVANÇOS

Após três meses de negociações suspensas, a Administração Bruno Siqueira convoca o Fórum Sindical para comunicar o pior: reposição inflacionária zero. A reunião ocorreu no último dia 11, depois que os representantes dos sindicatos de servidores da PJF cobraram um posicionamento do Executivo.
Justificando atrasos no repasse do ICMS para o município, os representantes da Administração alegaram que não têm como conceder as perdas salariais com a inflação do período. Ressaltaram, no entanto, que se a Lei de Anistia Fiscal lançada pela PJF obtiver retorno favorável , a Administração poderá voltar atrás na decisão, concedendo a reposição. Uma nova reunião com o Fórum Sindical foi marcada para o próximo dia 20, com o posicionamento do governo municipal.

Aumento da receita
Durante a reunião do dia 11 o Fórum Sindical apresentou todos os argumentos necessários para alcançar avanços. De posse de informações publicadas no Portal da Transparência, o Fórum Sindical, comprovou o aumento das receitas com o superávit de ICMS, IPTU, IPVA, FPM.
O secretário da Fazenda Fúlvio Piccinini rebateu alegando “que a receita própria teve 7% de crescimento, mas com a inflação, o aumento real foi de 3%. Em relação aos recursos transferidos, o crescimento foi de 2%, no entanto o valor real considerando a inflação foi negativo de 2%. ” Fúlvio também apontou as despesas com pessoal como vilã na balança da folha de pagamento.

Sem concursos
Mas o Fórum Sindical não deixou barato. Acusou o Executivo de ampliar a terceirização e os contratos na PJF, além de abrigar mais de 600 comissionados. Como era de se esperar, os representantes da Administração negaram, alegando que desde 2013 efetivaram 804 servidores aprovados em concurso. Segundo o SINSERPU-JF, esse número está muito aquém da necessidade do município que tem amargado índices alarmantes de vagas ociosas em todos os setores da PJF, principalmente na saúde e na educação.

Mais retrocessos
Além da questão salarial e de contratação, a Administração Bruno Siqueira reiterou a manutenção do decreto estendendo a possibilidade de pagamento para o quinto dia útil, alertando que os servidores precisam remanejar suas contas para não pagarem juros. Quanto ao Fundo de Previdência, o Executivo também confirmou a possibilidade de mudança na contribuição pelo servidor. Em resumo, as negociações de 2017 estão sendo uma das piores da história dos sindicatos, uma vez que o prefeito Bruno Siqueira elegeu a categoria para pagar o ônus de sua incompetência administrativa.


Outras notícias

26/07/2021
Nota de Pesar

O SINSERPU-JF (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juiz de Fora) cumpre o doloroso dever de [...]

24/07/2021
SINSERPU-JF volta às ruas, pelo fim do Governo Bolsonaro – Ato serviu também para defender o DEMLURB

Diretores do SINSERPU-JF participaram, na manhã/tarde deste sábado (24 de julho), de mais um ato pedindo [...]

22/07/2021
SINSERPU-JF discute forma de pagamento do PMAQ, que não é quitado desde 2017

Os diretores do SINSERPU-JF Francisco “Chiquinho” Carlos da Silva e Amarildo Romanazzi participaram, nesta quarta-feira (21 [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!