Notícias


Img 20230404 Wa0009
04/04/2023

Campanha Salarial 2023 – Servidores aprovam proposta da Prefeitura

Reunidos em Assembleia convocada pelo SINSERPU-JF, na noite desta terça-feira (4 de abril), os servidores públicos municipais de Juiz de Fora aceitaram (com apenas 30 votos contrários) a proposta financeira da Prefeitura, relativa a Campanha Salarial 2023: 6,5% de reposição salarial (5,79% do IPCA do período mais 0,71% de ganho real) retroativo a janeiro e já a partir dos contracheques de abril (primeira parcela da retroatividade, as demais virão em maio e junho), e ticket alimentação de R$ 400 para quem ganha até R$ 3.960 (equivalente a três salários mínimos, tendo como referência o valor do salário mínimo de maio, que será de R$ 1.320) – segundo a Administração Municipal, cerca de 2.850 novos beneficiários. Os demais itens da Pauta de Reivindicações continuam a ser discutidos entre o Sindicato e a secretaria municipal de Recursos Humanos.

A Pauta de Reivindicações foi aprovada na Assembleia de 30 de novembro e protocolada na Prefeitura em 12 de dezembro – as negociações começaram em 25 de janeiro. No documento constam demandas além da parte financeira, como, por exemplos, pedidos para participação efetiva dos servidores, através de comissões, na discussão do novo Plano de Cargos e Salários do funcionalismo, garantia da continuidade de negociação de pontos da Campanha Salarial de 2022 ainda não concluídos, abertura de concurso público (para fortalecer o Fundo de Previdência e pôr fim aos contratos temporários), a criação de uma Mesa de Negociação Permanente e a aplicação do Piso Nacional da Enfermagem e da jornada de 30 horas para os assistentes sociais. Essa pauta, geral, pode ser consultada no site do Sindicato, www.sinserpujf.com.br/servicos/ , juntamente com as demais, específicas de cada categoria: Agentes de atendimento ao público; agentes de Trânsito, assistentes de Administração; auxiliares de Odontologia; auxiliares de Serviços Gerais; DEMLURB; EMPAV; fiscais de posturas; FUNALFA; guardas municipais; motoristas; Saúde, e os servidores da Prefeitura oriundos da AMAC, da Secretaria Municipal de Obras e de urgência e emergência na Saúde.

No dia 10 de março, em Assembleia, os servidores rejeitaram a proposta inicial da Prefeitura: IPCA, 5,79%, retroativo a janeiro (data base do funcionalismo) e o mesmo índice de reajuste para o vale alimentação e para o limite para recebimento do benefício – o que levou o SINSERPU-JF a protestar contra a Administração Municipal, deixando bem claro que a entidade e os trabalhadores estavam “percebendo que a metodologia dos gestores era a mesma de anos anteriores: morosidade e não tratar a valorização dos servidores com a devida prioridade”.

Diante do impasse foi formada uma nova equipe de negociações (com diretores do SINSERPU-JF e representantes das associações dos Assistentes Administrativos, Motoristas, Procuradores Municipais e Servidores Públicos da Saúde/AMETA), que exigiu uma reunião com a prefeita Margarida Salomão (PT) – efetivada no dia 30 de março, com o anúncio, pela Chefe do Executivo, da proposta analisada nesta terça-feira.

Essa equipe de negociações conduziu a Assembleia, realizada na Sociedade de Medicina e Cirurgia de Juiz de Fora.


Outras notícias

12/06/2024
Nota de esclarecimento sobre o ticket alimentação

O Ticket Alimentação é de responsabilidade da Prefeitura de Juiz de Fora, que promove a licitação [...]

12/06/2024
Enquete: qual atividade esportiva a ser promovida pelo SINSERPU-JF você prefere?

Entre os planos da nova gestão do SINSERPU-JF está a promoção de atividades e eventos esportivos, [...]

12/06/2024
Nota de pesar

Com extremo pesar o SINSERPU-JF comunica o falecimento do funcionário do DEMLURB Carlos Roberto, conhecido como [...]

Nossos Convênios

Confira todos os convênios participantes e aproveite!